Singelas e poderosas abelhas

Lembram das aulas de primário, dos bichos e o que os bichos nos dão? Lembram da abelha, da polinização, mel, cêra, geleia real, etc? E se não existissem mais abelhas, como seria?

Sem polinização não teríamos a transformação das flores em frutos, não haveria mais legumes nem verduras. A importância das abelhas no ecossistema é algo muito sério, tamanho o valor que eles têm na cadeia alimentar de todos os seres vivos. É a planta a base da cadeia alimentar. Sem a polinização, responsável por 90% da nova produção, não haverá alimento.

- Ah, vou passar a comer só carne!

A vaca, o coelho, a cabra, a galinha, etc., comem plantas. Sem plantas, esses bichos também não terão comida e sem comida não há nutrição e o animal morre.

Esquece o nhoque, as pizzas, as cervejas, os hamburgueres, as batatas fritas, os pães com manteiga, o queijo, os copos de leite, os iogurtes, os cereais, os sorvetes, os chocolates, os cafés. Corta o feijão com arroz, a salada de alfaces, a salada de frutas, o suco de laranja, o bolo, o pudim, o churrasco, o vinho. Esquece tudo. Ficaremos numa dieta de peixes, frutos do mar e algas. Só.

Parece filme de ficção mas não é. As abelhas estão, literalmente, sumindo. Sumindo do dia para a noite. Os corpos não são encontrados, elas apenas somem. O fenômeno é tão sério e tem atingido proporções tão assustadores que vários países criaram grupos de cientistas dedicados a descobrirem o que está havendo com as abelhas. Deram o nome de Colony Collapse Disorder (CCD). O tempo está passando e nenhuma explicação de fato foi encontrada. Os cientistas trabalham com hipóteses: produtos tóxicos, poluição, ácaros, desnutrição, vírus, protozoários...? Não se sabe.

O caso vem sendo estudado nos EUA desde 2007. Na China, há uma cidade em que as abelhas já não aparecem a anos. A polinização da cultura de pêras tem sido feita pelo homem. Solução? Não. Uma abelha poliniza cerca de 90 hectares numa noite (por baixo). O homem consegue polinizar 30 árvores por dia. Ponha isso de um lado da balança e do outro ponha o número em que a população vem crescendo no mundo e a quantidade de comida pra alimentar essa gente toda. Sentiu o drama?

- Põe todo mundo pra fazer o trabalho da abelha, diria você.
As culturas estão em zonas rurais, que têm os menores índices de densidade demográfica.
- Manda trabalhadores das áreas urbanas pros campos.
O custo dos alimentos subiria muito, os serviços na área urbana estaria precário (pior que os dias de hoje), a economia entraria em crise.

O CCD ocorreu pela primeira vez no Brasil, no final de 2010 e início de 2011, em Santa Catarina. Em meados do ano passado, chegou a Minas Gerais.

As estatísticas dizem que, sem abelhas, a humanidade conseguiria sobreviver por quatro anos. Será que ainda estaremos vivos para assistirmos as Olimpíadas? :)

Algo estranho também tem acometido os morcegos. Eles estão adoecendo sem nenhuma explicação.

Quem quiser saber mais sobre o assunto, é só ir no Google, no YouTube, etc.

Bjs carinhosos
Elida

2 comentários:

Anônimo disse...

Raro encontrar espaço na liberdade que a rede provê onde há tanto prazer na leitura descompromissada mas nem por isso, irrelevante ao conhecimento. No grupo veio publicado o artigo das singelas abelhas que minha ignorância não tinha atinado com a seriedade do problema. Vi o documentário da Disney Chanel mas ele não conseguiu transmitir o problema como voce apresentou ao dizer que não teremos inhoque, pizza, cerveja e outros hábitos tão comuns que nem damos importância. O prazer da leitura me levou a curiosidade das outras páginas do blog e me fez ver como estou aceitando as notícias sem pensar nelas. Não achei o assunto do teu blog pra linkar na pasta certa, teu assunto é o que? Abelha, história da lua, música ou religião, variedades ou entretenimento? Que categoria inscrevo teu blog no meu reader? Vc tem coluna aomde? Que jornal ou revista? Goatei muito do teu blog. Subescrevi meu email no teu fedd e vou voltar outras vezes. Abçs do Silvester.

elida kronig disse...

Grata pela visita e pelo comentário, Silvester. O Saudável anormal é um blog pessoal, sem tema único; então, creio que em "variedades" ficaria mais adequado. Não tenho coluna em jornais e revistas. Mande beijos ao seu grupo.

Bjs carinhosos
Elida